Paris - Cuba participará na próxima Conferência Internacional de Alfabetização Oceânica da UNESCO, dirigida a debater sobre a conservação sustentável dos oceanos, os mares e os recursos marinhos, informaram  fontes diplomáticas.

De acordo com um comunicado da missão de Havana na UNESCO, a nação caribenha estará representada pela diretora do Aquário Nacional, María de los Ángeles Serrano, que estará presente no evento previsto para os dias 4 e 5 de dezembro na cidade italiana de Veneza.

No encontro debater-se-ão questões importantes do futuro das Ciências Oceânicas: áreas de ação prioritárias para a educação formal e não formal; um mapa de rota para a Alfabetização Oceânica para Todos; as iniciativas no marco do Decénio Internacional de Ciências Oceânicas para o Desenvolvimento Sustentável (2021-2030), entre outros temas.

A UNESCO, através de sua Comissão Oceanográfica Internacional, dá prioridade às ações que visem a proteção dos oceanos e os ecossistemas marinhos, transcreve o comunicado.

Neste sentido, os esforços focam-se para a busca de respostas ante as mudanças dos meios ambientais e o impacto negativo das atividades humanas.

Cuba apresentará a sua experiência na matéria e, em particular, o labor do Aquário Nacional na promoção de iniciativas educativas para a conservação e utilização sustentável dos oceanos, mares e recursos marinhos.

De acordo com a nota diplomática, esta instituição constitui um centro de excelência cuja criação foi promovida pelo líder da Revolução cubana, Fidel Castro, como expressão do seu compromisso com a natureza e o meio ambiente.

 

Fonte - Prensa Latina